Uma questão de timing

- Falta muito?
- Para o quê?
- Para o tempo certo!
- Outra vez com isso?
- Sim, quero mesmo fazê-lo!
- Então espera, caraças!
- Pelo quê?
- Pela altura certa para o fazer.
- Não percebes que eu preciso de saber o quando? Já sei o quê, o onde e o como!
- És como toda a gente. Sabes tudo menos o mais importante.
- E tu? Só me sabes dizer que não é agora. Só adiar, só adiar... Como é que sei que já não passou o tempo certo de o fazer?
- Está descansado que se passar o saberás de imediato.
- Saberei, saberei... e tu como é que sabes que o meu tempo certo não é neste momento?
- Não sei. Mas se o tentares ficarei a sabe-lo imediatamente...
- Vai-te foder!
- Já estou.
- Vou fazê-lo agora!

E fê-lo mesmo.

- Então como correu?
- Vai-te foder!
- He he he... Já estás.


0 comentários:

Enviar um comentário

Olá... estou-te a ver! Podes falar mal ou falar bem mas com juizinho sff! Beijinho e/ou Abraço

Escrito de Fresco porquê?

Há quem me tome por incontinente verbal mas a verdade é que a minha língua não tem débito suficiente para o turbilhão de pensamentos que me assolam a mente a todo o momento. Alguns engraçados, outros desgraçados, mas vários merecedores desta lapidação digital para a posteridade e, quem sabe, para a eternidade. Os escritos aqui presentes surgiram do nada e significam aquilo que quiseres. Não os escrevi para mim mas sim para ti. Enjoy
Ocorreu um erro neste dispositivo

Seguidores