2010/04/29 - Odor a maçã

Ainda me lembro da boa vida no pomar, desde que fui flor até me tornar um fruto apetecido. Era bonita e provocava tentação. Brilhosa, formosa e orgulhosa.

Um dia fui colhida, metida na cesta e levada. Violentaram-me, esquartejando-me em pedaços, esvaziando-me as entranhas. Juntei-me a outras com a mesma sina num enorme tabuleiro. Polvilharam-me de açucar e regaram-me com licor como se isso me trouxesse consolo.

Fecharam-me num forno e assaram-me. Fiquei torrada e liquefeita. Estou agora em exposição nesta montra da morte aguardando a machadada final da minha sorte. Sei que ainda estou bonita e apetitosa pois muitos lambuzam a vitrine, atropelando-se para me cobiçar.

Só vos peço que acabem com isto. Parem de olhar, sejam homens e comam-me PORRA!

1 comentários:

Margarida disse...

Eu adoro maçãs! Mas assim fico com vontade de te atirar uma! Porquê?! Eu explico:
- Queres que eu passe fome?!!!

Ficar com pena de maçãs significa não comê-las! Não lhes tocar sequer! Nem descascar, nem tirar o caroço, nem pôr um moscatel ou um Porto por cima! Nada!

A cena final então parecia canibalesca. Bolas!
Comer uma maçã que fala?! Eu fujo daqui a sete pés!

;)

Enviar um comentário

Olá... estou-te a ver! Podes falar mal ou falar bem mas com juizinho sff! Beijinho e/ou Abraço

Escrito de Fresco porquê?

Há quem me tome por incontinente verbal mas a verdade é que a minha língua não tem débito suficiente para o turbilhão de pensamentos que me assolam a mente a todo o momento. Alguns engraçados, outros desgraçados, mas vários merecedores desta lapidação digital para a posteridade e, quem sabe, para a eternidade. Os escritos aqui presentes surgiram do nada e significam aquilo que quiseres. Não os escrevi para mim mas sim para ti. Enjoy
Ocorreu um erro neste dispositivo

Seguidores